Iron Butt: A aventura de Deco Oliveira e seu Downtown 300i

Uma aventura de motocicleta de 2 mil quilômetros e apenas 24 horas para completar. Só parando para abastecer, indo madrugada à dentro, pegando muito sol, chuva, frio e qualquer outra variação climática no caminho. Não é nada fácil, concorda?

Este é o Iron Butt SS 2000k, um desafio da Iron Butt Association que propõe uma prova de regularidade para motociclistas de todo o mundo. Os participantes do desafio escolhem um ponto de partida, um ponto central e depois voltam ao ponto inicial, de preferência que não seja pelo mesmo caminho. É preciso fazer um excelente planejamento por onde irá passar, verificando a quantidade de postos de combustível no caminho, quantos km a moto vai rodar com um tanque de combustível, valores de pedágios e afins, tudo para evitar o erro ao máximo.

O Aventureiro

Parece até loucura, mas o paulistano André Oliveira, mais conhecido como Deco, topou esse desafio e, junto com os amigos, viajou os 2 mil quilômetros de ida e volta de São Paulo até Brasília em menos de 24 horas. Para fazer a prova escolheu nosso scooter Downtown 300i ABS, que já era seu companheiro diário. Toda a preparação de revisões e manutenções do scooter foram feitas na concessionária autorizada Nova Suzuki em Moema, São Paulo.

Deco pegou a estrada na cidade de São Paulo no dia 18 de maio, e logo de início enfrentou chuva pelo caminho, mas conforme ia avançando, os cenários iam se modificando. No geral uma aventura e tanto com direito a lindas paisagens, belo nascer e pôr-do-sol, calor e frio. Você pode conferir os registros feitos durante a viagem ao final do texto.

Aproveitamos essa história incrível e fizemos uma entrevista exclusiva com o Deco, perguntado coisas sobre o desafio e também sobre seu amor por motos e como tudo isso começou. Confira aí:

 

Entrevista

 

1 – Quando começou o seu amor por motos/scooters? Vem desde criança?

Para ser sincero eu sempre fui apaixonado por automobilismo, e as duas rodas vieram da primeira bike. Eu sempre tentava desmontar e remontar como se fosse mudar alguma coisa, claro, isso quando eu conseguia remontar (risos), enxergando ali como minha moto.

 

2 – Qual foi sua primeira aventura de longa distância?

Sempre fui aventureiro! Estive na China há mais de 15 anos e percorri parte da Ásia acompanhado de um amigo chinês por 6 meses e a pé. Já estive no Chile de off-road e cruzei o deserto do Atacama 4 vezes.

Com moto já fui à Paraíba, Bonito (MS), os estados do sul do país, fazendo a rota do vinho (rodovia RS-444), todos estes roteiros partindo de São Paulo.

 

3 – Hoje você tem quase 20 mil seguidores no Instagram e muitos inscritos em seu canal do Youtube. Mas quando e como surgiu a ideia de fazer os vídeos para postar nas redes sociais?

Eu me fiz esta pergunta algumas vezes, mas diante de diversas aventuras, alguns amigos sempre perguntaram o porquê de eu nunca divulgar. Então acabei assistindo outros canais para encontrar alguém que já fazia esta linha, eu até encontrei alguns, mas o conteúdo não me agradava. Então resolvi começar de forma amadora e acho que isso que os internautas devem levar mais em conta, pois quero apenas juntar kms e trocar experiências, não imagino fomentar qualquer tipo de fonte de renda com isso.

 

4 – O que te fez escolher o Downtown 300i ABS? Foi ele ser ótimo para viagens longas?

Já tive diversos outros scooters, e o fato de conciliar trabalho e lazer em uma única moto sem comprometer o confronto e, de quebra, me dar um dos melhores custos-benefícios do mercado, pois o desempenho deixou, em minha opinião, as concorrentes de marcas conceituadas para os brasileiros para trás e a autonomia foi também um dos pontos-chave para quem gosta de ir mais longe.

 

5 – De todas as viagens que você já fez, tem alguma muito mais especial para você?

Iron Butt sem dúvida, já não sou mais menino, passei dos 40 e ouvir de quem nunca teve uma Downtown que a moto não aguentaria ou ainda que eu sou maluco de acompanhar a BMW e as Honda nessa aventura e a minha me deixaria a pé, me fez acreditar ainda mais que no final daria tudo certo.

 

6 – A ideia de participar do Iron Butt SS 2000k surgiu em qual circunstância, você se lembra?

Já tinha ouvido falar há muitos anos e nunca fui ver a fundo, amigos recentemente completaram provas semelhantes e então eu pesquisei mais. Quando eu sentia a vida meio parada e já pensava o que fazer para agitar, eu recebi a mensagem de um amigo me convidando, já existia rota e tudo mais e que era só topar, falei das limitações da moto diante das motos deles, mesmo assim, de forma superacolhedora, me receberam no grupo.

 

7 – Como foi a fase de preparação para participar do desafio? Além de todo o preparado do scooter, você fez algum preparo físico especial?

Tive muito medo disso, pois tenho duas hérnias de disco e estava no meio de um tratamento de acupuntura e fisioterapia para aliviar dores, intensifiquei isso e usei como combustível para superar a dor.

 

8 – E como foi o desafio? Qual a maior dificuldade que você teve?

A princípio, diante do roteiro, o medo de ficar sem combustível foi o primeiro, pois em uma das paradas o trecho era de 240 km e rodando a 130/140 km por hora eu não sabia se a autonomia da moto permitiria. Um erro ali perderia minutos preciosos no final ou acabaria minha prova de vez, pois tempo perdido não se recupera em rodovia, por fim esta etapa deu certo. A segunda foi depois de atravessar a madrugada, no amanhecer o sono foi intenso.

 

9 – Quando sai o seu certificado oficial do Iron Butt SS 2000k?

Pois é, preenchi todos os requisitos enviei a eles, agora é aguardar. Existem diversas lendas sobre a forma com que retornam e quanto tempo demoram, mas eu preferi não ficar ansioso e deixar rolar.

 

10 – Quais dicas você tem para dar às pessoas que também têm o desejo de participar deste desafio?

Para a moto: manter ela revisada, evitar colocar a revisão em dia na última hora, a mecânica da moto é a saúde dela.

Para o piloto: hidratação para o corpo, mente limpa e coração aberto.

A moto será sempre uma extensão do piloto e em certas aventuras se tornarão um só indivíduo, respeitar o limite dela para que ela respeite o seu.

 

Confira o registro dessa aventura:

Fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Encontre nas redes

Se quiser saber mais sobre o desafio Iron Butt é só acessar o site oficial da associação: http://ironbutt.com/

Encontre o Deco nas Redes sociais: Instagram e Youtube

Encontre a concessionária Nova Suzuki: Instagram e Site

 

Veja Também:

Rotas: Confira lugares para visitar com sua Kymco

Já pensou em rodar o mundo com o seu Kymco? Saiba mais aqui

Cuidar do seu scooter é crucial! Clique aqui e confira dicas

Bagageiro de moto scooter: Qual o melhor para mim?

 

Não esqueça de seguir a gente no Instagram, Facebook, Twitter e Youtube, dessa forma saberá as nossas novidades e dicas.